Bike Salvador Vai de Bike - Prefeitura Municipal do Salvador Salvador Vai de Bike terá 39 estações de compartilhamento - Salvador Vai de Bike


O movimento Salvador Vai de Bike coloca em operação nesta terça-feira (11) mais seis novas estações de compartilhamento de bicicletas. Elas estarão em funcionamento nos seguintes locais: Ferry-Boat, Terminal da França, Largo do Papagaio, Porto dos Tainheiros, Largo da Ribeira e Praça Conselheiro Almeida Couto (em frente ao Colégio Salesiano). A estação da Barra, assim que for reativada após as obras de requalificação da orla, completará o total de 40 espalhadas em toda a cidade. Na região, estão disponíveis as estações da Avenida Centenário, Jardim Apipema e Praça do Sol (Ondina) para que moradores e visitantes do local não fiquem desassistidos.

 

Salvador é a quinta capital brasileira a implantar o sistema. Inaugurado em 22 de setembro, a iniciativa acumula mais de 141.000 viagens realizadas e já supera 67 mil pessoas cadastradas. Em pouco mais de cinco meses de lançado, o movimento também colocou em operação três ciclofaixas de lazer e turismo – Campo Grande/Centro Histórico, Bahia Marina/Quartel dos Fuzileiros Navais, Parque da Cidade/Orla.


Para incentivar cada vez mais o uso das bicicletas na cidade, a Prefeitura tem investido na disseminação de conteúdos em diversas plataformas de mídia (TV, rádio, jornal, outdoor, mobiliário urbano, redes sociais, mídias digitais), além de folhetos educativos, adesivos, eventos ciclísticos e fóruns que buscam conscientizar motoristas e pedestres.

 

A Prefeitura também investe na requalificação de ciclovias já existentes, criando novos sistemas cicloviários, tais como Boca do Rio, Corredor da Vitória, Pernambués, Largo de Roma/Ribeira, Alamedas da Praia, Manuel Barreto, entre outros em fase de projeto. “É visível o aumento significativo de ciclistas na cidade, não só utilizando a bicicleta como lazer, mas também como meio de transporte. Segundo artigo da revista britânica The Economist, as comunidades que têm investido em projetos de pedestres e de bicicleta têm se beneficiado com uma população saudável, maiores valores imobiliários e redução da poluição atmosférica", afirmou o coordenador do projeto e do Escritório Municipal da Copa (Ecopa), Isaac Edington.