Bike Salvador Vai de Bike - Prefeitura Municipal do Salvador Baianos usam a cliclovia durante o fim de semana para se divertir - Salvador Vai de Bike

 

Inverno soteropolitano com característica de verão, em que o sol foi soberano, pelo menos na manhã de ontem, levou centenas de pessoas a utilizar bicicletas, do projeto “Salvador vai de bike”, aproveitando as Ciclofaixas de Lazer e Esporte que foram instaladas no Campo Grande, Parque da Cidade e Barra.

Em Ondina, os ciclista usaram as bikes da tenda móvel de compartilhamento desta ciclofaixa, instalada próxima à estátua das Gordinhas, sendo que além do percurso de dois sentidos Barra-Ondina, ainda puderam compartilhar ou devolver as bikes também nas estações da região como a da Avenida Centenário, Jardim Apipema, Rio Vermelho.

Este foi o caso do estudante de Engenharia Samuel Tenório Gonçalves, “sempre pela manhã pratico caminhada, venho do Rio Vermelho, onde moro,  até a Barra, andando. Depois volto até Ondina, onde faço exercícios na praia. Agora vou para casa de bike e deixo a bicicleta na estação do Parque Cruz Aguiar, perto de onde moro”. 

As laranjinhas caíram no gosto das pessoas que adoram pedalar nos finais de semana e encaram o projeto como um sucesso, a exemplo do farmacêutico Israel Pacheco, que estava acompanhado de mais dois amigos. 

“É ótimo este projeto, mais uma oportunidade de lazer  e a criação de faixa para os ciclistas dá mais segurança e com isto a gente percebe que tem crescido o número de pessoas  que utilizam as bikes”, declarou.

Os amigos que acompanhavam Israel, o físico Marcos Albuquerque e a também farmacêutica Nandara Lima concordaram com ele em relação ao sucesso do programaSalvador vai de bike e a criação de ciclofaixas dá mais segurança aos ciclistas.

“Saímos do Campo Grande até Ondina, sempre nos finais de semana nós três fazemos este mesmo roteiro. Por isto acho excelente o projeto porque estimula o esporte e é acessível para todo mundo”, afirmou Marcos. 

Para Nandara o interessante também é a forma de devolução. “ A gente pode deixar a bicicleta em outra estação, não necessita devolver no mesmo lugar que pegou isto é legal demais”.

Pela segunda vez utilizando a laranjinha, o procurador Rafael Carrera contou que na primeira vez gostou muito, levou as duas filhas de 9 e 13 anos. “Era feriado e fui para uma área mais recuada, sem movimentação de carros”, afirmou . Ontem, mesmo sem as filhas, ele achou louvável a instalação de ciclofaixas em Ondina porque sem estas “o local é um pouco complicado”, revelou.

Desde outubro que a produtora cultural Vanie Sena usa as bikes na região da Barra e manifestou seu descontentamento com o vandalismo praticado em algumas estações.”Gosto demais de andar de bicicleta, infelizmente a população deprecia e danifica”, lamentou.  

Quem quer fazer uso das bicicletas laranjinhas é preciso se cadastrar no sitehttp://www.salvadorvaidebike.salvador.ba.gov.br, onde é realizado o pagamento da anuidade no valor de R$10, através de cartão de crédito.O desbloqueio das bikes nas estações e para falar com a central de atendimento do programa pode ser feito através do telefone 4003 – 9892, que funciona no mesmo período das estações de compartilhamento, das 6 às 22 horas.

 

Tribuna da Bahia